Vidativa 2022

Nossa História

A ideia de produzir leite surgiu em 1984, quando Francisco Simionato passou a ajudar seu pai Nivando na administração de uma propriedade rural – Fazenda Aliança, no município de Peabiru – PR.

Em meados de 1985 ao iniciar a administração da fazenda, Francisco analisou que o rebanho da era de baixa genética e produção leiteira, o que levou a troca do plantel de gado mestiço por vacas da raça holandesa, passando de uma produção média de 50 litros de leite dia para 200 litros diários – produção esta, que era destinada a um laticínio da região.

Com a rentabilidade do negócio, investimentos e aquisições foram realizados em termos de novilhas, resfriadores e ordenha, que passou de manual para mecânica e em 1989 a produção chegava a 700 litros diários, iniciando a produção do leite tipo B.

Produzindo um leite de qualidade, iniciou-se a entrega a domicilio, através de uma bicicleta cargueira em caixas de isopor e gelo, a fim de garantir a qualidade do produto perecível. Rapidamente, os clientes foram aumentando e as entregas passaram a ser realizadas de moto. 

Com bons resultados, em 1991 a entrega a domicilio já alcançava 400 litros dia, resultando na abertura do Laticínio Simionato Ltda. Com sede na Fazenda Aliança, que contava com uma estrutura de 70m², composta por uma sala de pasteurização, laboratório e câmara fria.

Em 1992 Francisco casou-se com Eva e o casal passou a dividir as responsabilidades e desafios do mercado. Em poucos anos, a produção diária de leite chegou a 1.000 litros por dia. Além da pecuária leiteira e o laticínio, também havia a agricultura, produziam soja, milho e trigo, os quais eram responsáveis pelo maior faturamento financeiro da propriedade. Quatro anos após sua fundação, o casal passou por grandes dificuldades financeiras, devido à perda de duas safras consecutivas, o que levou a empresa quase ao regime de falência, fato este que os levou a vender todo o plantel de gado leiteiro, equipamentos e a maior parte das terras da propriedade. Após isto, passaram a adquirir leite de um produtor vizinho para continuar a produção de leite tipo B do laticínio.

Com a reação do mercado, em 1997 surgiu a opções de novos clientes e o casal introduziu sua marca de leite em mais de cinco cidades da região, período em que iniciaram também a produção de queijos, os quais eram vendidos na feira do produtor na cidade de Peabiru. Consequentemente, a produção diária passou para 2.000 litros por dia e a pequena instalação já não comportava a produção diária, resultando em uma ampliação de sua estrutura.

NOSSA DIRETORIA

Eva, Diretora Financeira, Nathalia, Diretora de Marketing, Gente e Gestão e Francisco, Diretor Geral

Eva, Diretora Financeira, Nathalia, Diretora de Marketing, Gente e Gestão e Francisco, Diretor Geral

Fundadores

Em meados de 2000 surgiu a oportunidade de adquirir a estrutura de um laticínio inativo na cidade de Terra Boa, onde com sua ativação as instalações passaram dos 70m² para 400m², resultando em um aumento na variedade e volume da produção de queijos.

Em dois anos a produção dobrou para 4.000 lt diários e em 2004 deu-se início a parceria com o Programa do Governo Estadual Leite das Crianças, levando a produção para 8.000 litros diários. Poucos anos depois a produção já ultrapassava 10.000L/dia, levando a abertura de novas cidades para comercialização dos produtos.

No ano de 2011 foi aberta a primeira distribuidora da Vidativa. Localizada em Maringá, o local passou a abrigar uma câmara fria para redistribuição dos produtos na região e também um departamento administrativo.

Em junho de 2017, um grande passo foi dado, ao ser adquirida a marca Qualitat, muito reconhecida pelos consumidores na capital do Paraná – Curitiba. Para tal, a empresa passou a ter uma distribuidora e escritório nesta cidade. Neste mesmo ano iniciou-se junto à Prefeitura de Nova Esperança um processo de concessão de um laticínio inativo na cidade, sendo que a Vidativa venceu a licitação e passou a realizar os ajustes e reformas necessárias para passar a operar esta unidade produtiva.

Em 2019 foi aberta mais uma filial de distribuição da Vidativa, desta vez na cidade de Londrina, o que proporcionou maiores oportunidades de crescimento e expansão da empresa.

Em 2020 passamos a operar sob o regime de inspeção do SIF (Serviço de Inspeção Federal), o que nos permitiu difundir as operações para fora do estado do Paraná, iniciando a expansão pelo estado de São Paulo.

Em 2022 foi iniciada a fabricação de fermentados e mussarela na unidade de Nova Esperança, ampliando significativamente a produção de toda a cadeia de produtos.

Atualmente, a matriz do Laticínio Vidativa possui uma área construída de 4.400m² destinados à produção de leite e seus derivados, atuando em mais de 200 municípios nos estados do Paraná, São Paulo e Santa Catarina.

Neste contexto, de constante aprimoramento, a empresa conta com duas plantas industriais modernas, adequadas às normas de saúde, qualidade e responsabilidade socioambiental, podendo assim, aumentar consideravelmente sua linha e quantidade de produtos, sem variações na qualidade.

LINHA DO TEMPO

1984
Uma ideia

Neste ano surgiu a ideia de produzir leite, quando Francisco Simionato passou a ajudar seu pai Nivando na administração de sua propriedade rural;

1985
Mudanças

Francisco decide trocar a raça dos gados mestiços pela raça holandesa;

1989
Industrialização

A produção chegava a 700 litros diários, pois passou de manual para ordenha mecânica;

1991
Expansão

A entrega a domicílio alcançava 400 litros por dia, resultando na abertura do Laticínios Simionato LTDA;

1997
Crescimento

A marca expandiu e começou a ser vendida em mais cinco cidades da região, os queijos também começaram a ser produzidos;

2000
Soma

Surgiu a oportunidade de adquirir um laticínio inativo em Terra Boa PR;

2004
Parceria

Deu-se início a parceria com o programa do Governo Estadual Leite das Crianças;

2011
Alcance

Foi aberta a primeira distribuidora Vidativa em Maringá PR;

2017
Conquista

Adquiriu-se a marca Qualitat;

2019
Difusão

Foi aberta mais uma filial de distribuição, dessa vez na cidade de Londrina;

2020
Qualidade

Passa-se operar sob o regime de inspeção do SIF, o que nos permitiu ultrapassar a fronteira do estado do Paraná

2022
Ampliação

Inicia-se a fabricação de fermentados e mussarela na unidade de Nova Esperança.

×